5 Dicas de Marketing Inteligentes e Responsáveis em Época de Quarentena do COVID-19

Em tudo o que fazemos como marcas, o contexto é importante. Além das ações básicas adotadas para proteger funcionários e empresas durante uma crise, as marcas podem ajudar ou dificultar nossa experiência coletiva.

Quando um momento cultural muda tão dramaticamente quanto em relação ao Coronavírus (COVID-19), é importante que as marcas resolvam o problema com tato, empatia e marketing consciente.

Dito isto, quando se trata de campanhas atuais e planejadas, as equipes de marketing enfrentam desafios únicos durante uma crise.

Embora ainda esteja no início da quarentena, muitas empresas, comércios e negócios em geral já foram “obrigadas” a ajustar suas abordagens de comunicação.

Portanto, achamos que seria útil compartilhar algumas dicas e nossa visão geral sobre o marketing durante esses tempos difíceis.

Como fazer marketing empático durante uma crise

Aqui, reunimos nossas principais dicas para sua abordagem de marketing durante uma crise.

Embora cada marca seja diferente, vemos isso como um plano de ação básico que pode ajudar marcas de todos os tamanhos a fazer as escolhas certas e evitar erros graves.

Obviamente, estamos sempre abertos a mais ideias sobre como lidar com momentos sensíveis com atenção.

Se você tiver mais dicas ou pensamentos, compartilhe-os nos comentários. Caso contrário, esperamos que você ache essas dicas úteis.

MINI CURSO GRÁTIS

Pinterest Marketing para Iniciantes

Se você tem um negócio na internet seja como afiliado ou um e-commerce, fique ligado, pois estará diante de um oceano azul ainda inexplorado!

1. Ajustar campanhas de marketing e cronogramas de conteúdo agendados

Algumas marcas são capazes de produzir campanhas rápidas, criadas para um momento específico.

Elas são sempre impressionantes (e, para um profissional de marketing, invejáveis), mas há riscos proibitivos envolvidos que tornam esse tipo de ação, na prática, irreal para a maioria.

Portanto, sua primeira etapa deve ser auditar o que você está executando atualmente ou em seu pipeline, especialmente qualquer conteúdo pré-agendado em que a inicialização seja iminente.

  • Decida o que deve ser interrompido imediatamente.
    Empurre os cronogramas de volta para as principais campanhas que provavelmente serão pausadas por completo, se você não tiver certeza se o conteúdo é apropriado.

Só porque uma campanha tem alguns elementos que não são apropriados no momento não significa que ela precise ser descartada por completo. É provável que muitas coisas estejam bem quando o surto desaparecer.

  • Considere o que priorizar ou dinamizar.
    Você pode mudar algumas coisas nesse meio tempo ou procurar maneiras de dinamizar com êxito algumas mensagens.

Por exemplo: Uma campanha centrada no tema “Aproxime-se de seus clientes” pode ser alterada para “Apoiar seus clientes” ou “Os relacionamentos com os clientes são importantes”.

Audite também os visuais da sua campanha (veja mais sobre isso na dica 2).

A boa notícia é que essa quebra de conteúdo pode lhe dar uma vantagem assim que tudo voltar ao normal.

Você pode, por exemplo, começar a se preparar para o “próximo” momento cultural (pós-quarentena) e determinar qual conteúdo será mais relevante e impactante.

Fique de olho também nos conselhos de quarentena nas suas áreas geográficas de negócios, pois cada região pode ter uma ação diferente a respeito, para que você possa ser proativo em sua comunicação assim que as coisas voltarem ao normal.

2. Avalie suas imagens e comunicação visual

A comunicação visual é poderosa, assim como as palavras que usamos, por isso é importante pensar nas mensagens que sua marca está enviando.

  • Evite imagens de multidões ou pessoas se tocando.
    Isso inclui pessoas que trabalham em escritórios ou em reuniões sociais fora de casa.
  • Renomeie a linguagem de marketing que mostra interações próximas.
    Reconsidere as linguagens figurativas como “entrar em contato”, “trabalhar de mãos dadas”, “reuniões com clientes em ambiente fechado” ou “aproximar-se dos seus clientes”.

Copys que incentivam a interação imediata e proximidade física devem ser profundamente examinadas.

  • Troque os visuais.
    Se você tiver visuais de campanha atuais ou futuros que possam ser “complicados”, revise as imagens agora ou ou deixe para utilizá-las mais pra frente.

Nota: estamos falando especificamente sobre conteúdo “push” aqui – o conteúdo que você está ativamente colocando na frente das pessoas nos canais durante esse período (por exemplo, linhas de assunto de email, postagens sociais, slogans de campanha atuais, conteúdo e blogs).

Elementos de marca mais permanentes (por exemplo, seu logotipo) ou conteúdo “pull” (por exemplo, sua página inicial) podem permanecer intactos, a menos que você esteja promovendo ativamente um grande evento social em sua página inicial ou a imagem de sua marca represente grandes multidões ou pessoas se tocando.

3. Não aproveite a crise

Isso se aplica a qualquer tragédia ou crise, mas é particularmente importante lembrar neste clima de preocupação e medo.

  • Mantenha as pessoas informadas.
    As marcas precisam se comunicar em resposta à crise, no que diz respeito aos seus negócios.

Por exemplo, você deve se comunicar sobre as medidas proativas que você está tomando, o fechamento de lojas ou as atualizações de políticas relacionadas ao Coronavírus.

Embora essas mensagens possam estar sendo visualizadas nas mídias sociais, elas agregam valor ao relacionamento com os clientes, pois são informativas.

  • Não seja alarmista.
    É importante manter as pessoas informadas, mas não aumente o pânico.

Em suas redes sociais, site ou blog, não use linguagem excessivamente dramática ou fique dando informações adicionais que não tenham a ver com seu negócio. Deixe isso para os órgãos governamentais e de saúde.

  • Evite se gabar.
    Lembre-se de que muitas pessoas não estão trabalhando durante esse período e estão genuinamente preocupadas.

Como padrão, um espírito de humildade e empatia deve ser um filtro para tudo o que sua marca diz em um futuro próximo.

  • Cuidado com o seu tom.
    Nenhuma “Promoção Relâmpago Coronavírus” ou outras copys absurdas e sem muito tato.

Nota: Mesmo que a comunicação não seja ofensiva, ela ainda pode ser percebida como sem noção. Seja cauteloso. Principalmente com o humor, o senso de humor dos brasileiros é muito grande, mas sensível.

4. Seja positivo, mas não ignorante

Numa época em que as pessoas ficam inquietas, você não precisa abordar um momento cultural sombrio com um tom de marca sombrio.

  • Consulte o seu Brand Heart para obter orientação.
    Momentos como esse são quando o trabalho que você fez para criar uma estratégia de marca podem ser incrivelmente valiosos.

Use o coração da sua marca (propósito, visão, missão e valores) para te lembrar o que sua marca representa e o que isso significa no contexto do Coronavírus.

Mergulhe nas histórias humanas, deixe seus princípios dar o tom e não tenha medo de ser vulnerável.

  • Seja gentil.
    Você não precisa retirar a emoção da sua marca.

Você pode oferecer, por exemplo, os seus melhores desejos ou usar imagens de pessoas sorrindo.

Isso não é ofensivo.

De fato, pode ser revigorante para as pessoas recordar da vida normal e ter esperança no fim da quarentena.

  • Pense nas suas mensagens futuras.
    Durante as profundezas da recessão de 2008/2009 e os primeiros anos de recuperação econômica nos Estados Unidos, muitas marcas se utilizaram de campanhas que promoviam otimismo, esperança e humanidade.

Como Bob Garfield, da AdAge, afirmou na campanha “Open Happiness” da Coca-Cola nesse período: “There is always a bull market for optimism when there is a bear market for everything else”.

  • Crie conteúdo gerado pelo funcionário.
    Compartilhe suas dicas para manter instalações de escritórios enquanto todo mundo está ausente ou publique fotos divertidas de suas videoconferências.

O que seus funcionários estão fazendo no seu tempo livre?

Como as pessoas estão trabalhando juntas para manter as coisas leves?

O que as pessoas estão fazendo para se manter saudáveis e preparadas?

Essa quarentena é uma oportunidade de destacar seu pessoal e sua cultura.

As pessoas desejam mais interação humana por meio de mídias sociais, videoconferência, etc. em tempos assim. Preencha essa necessidade para seus funcionários e clientes.

Lembre-se: quanto mais você mostra seu lado humano, mais todos nós podemos nos sentir conectados. Pode parecer clichê, mas é verdade: estamos nisso juntos.

5. Destaque como sua marca pode ajudar

As marcas existem para agregar valor, e os produtos/serviços que ajudam durante esse período estressante merecem a atenção daqueles que podem se beneficiar deles.

Se o que você faz apoia ou melhora a vida das pessoas em quarentena, conte a história da marca.

  • Comunique seus benefícios.
    Seu produto oferece às pessoas coisas para fazer em casa?

Ajuda as pessoas a fazerem o seu trabalho sem interação cara a cara?

Esclareça o valor único potencial da sua marca neste momento cultural e compartilhe-o.

  • Crie conteúdo útil.
    Mesmo que seu produto não ajude diretamente as pessoas a lidar com a quarentena, sua marca ainda poderá agregar valor às pessoas.

Como você pode educar, divertir ou inspirar pessoas “presas” em casa o dia todo?

Contanto que você mantenha o foco em ajudar as pessoas (e não dar um tapinha nas costas), seu marketing não precisa parar.

Lembre-se: a quarentena não vai durar para sempre

Não vamos especular muito sobre quando chegará o “fim” deste período, mas com todas as orientações, esperamos sair da quarentena muito em breve.

Incentivamos você a se preparar para essa transição de maneira cuidadosa e proativa.

Em momentos como esse, somos lembrados de que as apostas do marketing não são vida ou morte.

Também somos lembrados de que sentir-se produtivo e sentir que agregamos valor ao mundo é muito significativo.

Estamos cientes de que muitas pessoas que confiam nesse sentimento podem tê-lo perdido repentinamente ou podem se sentir desorientadas com o que está acontecendo, e nosso coração está com elas.

Desejamos a todos saúde e segurança durante este período incomum.

Você também vai gostar:

Você quer ser VIP?

VOCÊ QUER SER VIP?!

Obtenha acesso instantâneo à minha Biblioteca de Recursos GRÁTIS. Receba as Últimas Notícias, Ofertas, DescontosBônus e Conteúdos Exclusivos que não são compartilhados em nenhum outro lugar.

Digite seu nome e endereço de e-mail AGORA e seja VIP ⤵︎

O que você achou deste conteúdo? Têm alguma dúvida ou sugestão? Comenta aí!

Nenhum Comentário, até o momento.

Deixe um comentário