O que é Dropshipping? Saiba como Vender Online Sem Estoque ou Frete

Quer abrir uma loja online com um orçamento mínimo e sem gastar todo o seu investimento inicial em estoque? Dropshipping é a alternativa perfeita para você.

O que é dropshipping? Quais são suas vantagens? Por que é tão popular hoje em dia?

Responderei a todas essas perguntas neste artigo para que você possa começar com sua loja online Dropshipping.

Definição de Dropshipping: O que é

O Dropshipping é um modelo de venda no varejo eletrônico no qual o atacadista se encarrega de despachar todas as mercadorias e o varejista se encarrega apenas de garantir os novos pedidos e o atendimento ao cliente.

Ou seja, se você montasse uma loja Dropshipping, só precisaria gerar vendas, já que o produto e seu envio ficam por conta do fornecedor.

Se você tem uma loja online, ou se deseja ter uma, já deve estar ciente dos desafios relacionados ao armazenamento, envio e devoluções. Em muitas ocasiões, a logística toma tanto tempo que não conseguimos nos concentrar em vender ou fazer o negócio crescer.

Este modelo permite que você não se preocupe com a logística para que possa colocar todos os seus esforços na venda.

Por exemplo, hoje em dia é bastante comum conectar-se com fabricantes na China. No entanto, não precisa ser necessariamente um produto da Ásia; você pode fazer dropshipping com uma loja física em sua vizinhança.

O importante é que o vendedor nunca tem o produto em suas mãos, mas é o encarregado de gerenciar o pedido e fornecer atendimento ao cliente, caso surja algum problema .

Modelo de negócios

Se, em um processo normal de compra, houver dois personagens principais – o vendedor e o comprador – adicionamos um terceiro para este: o “dropshipper” ou fornecedor.

Vamos ver como eles são definidos neste modelo:

  • Comprador: Nada muda para eles, pelo menos à primeira vista. A única coisa que podem notar é que a embalagem em que recebem o produto não é a da loja onde o compraram.
  • Vendedor: Concluem a compra no site e são responsáveis ​​pelo suporte e pelo serviço pós-venda. Eles não tocam no produto.
  • Dropshipper: Recebem o pedido dos vendedores e enviam o produto ao comprador. Em seguida, eles faturam o vendedor.
Modelo de negócios dropshipping

Nessa estrutura, que pode parecer fácil a princípio, há muitos detalhes a serem trabalhados para garantir que o relacionamento flua sem problemas.

Vamos ver os prós e os contras deste modelo.

Vantagens do Dropshipping

São quatro vantagens inegáveis ​​neste modelo de vendas e todas relacionadas ao estoque e ao valor do investimento necessário.

Quer saber o que são?

1. Investimento limitado

O risco envolvido em criar uma loja online do zero é muito menor com o Dropshipping do que com uma loja online tradicional.

Os negócios online exigem um investimento inicial menor do que os físicos – bem, com este modelo o investimento é ainda menor.

O investimento que você deve fazer é limitado à criação da loja, estratégia de comunicação e diferentes técnicas que você utiliza para gerar mais vendas.

Não há custos de estoque, custos de armazenamento ou custos de envio.

Também não há perdas, nem produtos fora de moda, nem qualquer tipo de risco de armazenamento (inundações ou qualquer outro tipo de avaria). Você só precisa se preocupar com vendas, vendas e vendas.

2. Estoque ilimitado

Enquanto o investimento é “limitado”, o estoque é “infinito”. O seu fornecedor, desde que sejam confiáveis ​​e de porte considerável, estará sempre preparado para atender e atender pedidos de qualquer porte.

As lojas tradicionais têm que enfrentar:

  • Problemas de gerenciamento de estoque;
  • Lançamento de ofertas especiais para produtos que não vendem tão bem;
  • Alterar preços para vender determinados tipos de produtos.

Você poderá escolher quais itens serão descontados sem levar em consideração o estoque e não terá que “forçar” as vendas dos produtos que ficaram no depósito.

3. Escalabilidade

Imagine que você tem uma loja online de camisetas que você mesmo fabrica.

Qual é a escalabilidade do seu projeto? Você poderia atender um pedido de 50 camisetas amanhã e garantir que seu cliente as receba em 3 dias?

Na maioria dos casos a resposta é não.

Porém, com o Dropshipping seu e-commerce pode crescer de qualquer maneira. Não importa se um cliente pede 1 ou 20 de seus produtos, o fornecedor quase sempre estará preparado para despachar qualquer pedido e tê-lo entregue no prazo.

Neste ponto, é mais importante escolher um bom dropshipper.

Este é um fator primordial para o seu negócio e você deve poder confiar 100% que eles não o deixarão na mão.

4. Use seus pontos fortes

No início, é normal sentir-se sobrecarregado, pois há muitas coisas a serem levadas em consideração.

Uma boa maneira de evitar cair em um poço sem fundo é começar usando o dropshipping. Se você for bom em vendas, lidar com clientes, aquisição de clientes e assim por diante, poderá se concentrar em seus pontos fortes.

Ao eliminar a logística como uma de suas preocupações, você poderá se concentrar no cerne do seu negócio: a venda.

O dropshipper faz o resto.

Portanto, escolher um bom parceiro é importante, mas não será o único desafio que você terá que enfrentar.

Vamos repassar mais alguns.

Desvantagens do Dropshipping

Nem tudo pode ser ótimo com esse modelo de vendas, certo?

Apesar de sua popularidade e das vantagens relativamente atraentes, existem alguns pontos negativos a serem considerados antes de criar sua própria loja Dropshipping.

Isso é o que você deve levar em consideração.

1. Margens de lucro menores

Com o Dropshipping, a margem de lucro é muito menor do que você poderia alcançar se controlasse todo o processo de vendas.

A margem de lucro é normalmente entre 5% e 15%, dependendo do tipo de produto e do fornecedor com o qual você está lidando.

Isso é lógico, é claro, uma vez que quem cria o produto é quem define o preço e as margens de lucro que gostaria de obter. Quando você faz Dropshipping, você absorve as margens de lucro que o fornecedor determina para você.

Além disso, lembre-se de que o percentual será menor para produtos mais caros e vice-versa.

Sua capacidade de negociação e a visibilidade do seu e-commerce também são fatores importantes. Mais tarde, veremos quais estratégias podem ser mais adequadas para cada caso.

2. Falta de fornecedores

Existem certos tipos de produtos para os quais é quase impossível encontrar um fornecedor confiável.

Se você quer inovar e vender algo que não é particularmente comum ou popular, é bem provável que você tenha que procurar um fornecedor menor, o que diminui as vantagens do Dropshipping, ou você teria que vender seus próprios produtos e deixar o ideia de Dropshipping para trás.

Essa limitação tem suas consequências.

A falta de fornecedores para determinados produtos significa que sua loja estará compartilhando dropshippers com outras lojas semelhantes.

Isso o obrigará a ser bastante criativo para se diferenciar, o que, ao mesmo tempo, é uma desvantagem.

Vamos ver por quê.

3. Falta de singularidade

Quando você cria sua própria loja e seus próprios produtos, você vende uma marca; um produto “único”.

Com o Dropshipping, você vende um produto que 15 ou 20 outras lojas podem estar vendendo e a única peça única que você pode ter é o nome da sua loja.

Você terá que pensar em estratégias de diferenciação.

Sua loja deve ter uma vantagem que faça com que os usuários escolham você:

  • Projeto;
  • Usabilidade;
  • Experiência de usuário;
  • Marketing de conteúdo;
  • E mais!

Você terá que competir por um volume de vendas que dê lucro suficiente para fazer valer a pena, já que não poderá vender produtos exclusivos que outras lojas não tenham.

Seu sucesso dependerá de sua capacidade de gerar tráfego para sua loja e convertê-lo em vendas, e você precisa agregar um valor único para fazer isso.

Dropshipping Nacional ou Internacional?

Quando falamos em dropshipping, existem dois tipos de fornecedores: os nacionais e os internacionais.

Dropshipping Nacional vs. Internacional

Dropshipping nacional

Quando o empreendedor opta por trabalhar no tipo nacional, isso quer dizer que ele terá fornecedores e clientes apenas dentro do território brasileiro.

O empresário tem as vantagens de:

  • Facilitar as transações comerciais por usar apenas a moeda brasileira, e não o dólar;
  • Otimizar as operações logísticas, devido às menores distâncias;
  • Operar com um tempo menor de entrega do produto ao cliente;
  • Ter uma operação de trocas dentro do território nacional;
  • Não pagar impostos de importação;
  • Poder conhecer de perto o fornecedor antes de optar por vender esses produtos.

Já as desvantagens são associadas à limitação de fornecedores brasileiros. Não são tantas opções em relação às possibilidades internacionais e não estão tão conectados às tendências internacionais, trabalhando com itens mais básicos.

Dropshipping internacional

Já o dropshipping internacional é conhecido por oferecer uma grande variedade de produtos, a maioria produzida na China.

As vantagens para o empresário são:

  • Poder trabalhar com uma gama mais diversificada e diferenciada de produtos;
  • Contar com fornecedores altamente especializados em dropshipping;
  • Usar plataformas de e-commerce internacionais com funcionalidades específicas para dropshipping, como lojas pré-formatadas.

As desvantagens do fornecimento internacional são o tempo de entrega maior, uma política de trocas mais demorada e a credibilidade dos produtos.

Além disso, com as transações sendo em dólares, o lojista fica sujeito às variações de câmbio e também pode ser necessário o uso de cartão de crédito internacional para a realização dos pagamentos a esses fornecedores.

Fornecedores de dropshipping internacionais e nacionais

Todas as empresas de dropshipping têm suas vantagens e desvantagens. É importante que as empresas online avaliem os vários dropshippers com base em suas próprias necessidades específicas e casos de uso.

Aqui está uma visão geral dos fornecedores de dropshipping mais populares:

Internacionais

Nacionais

Passos para iniciar um Negócio de Dropshipping

O caminho que vou seguir para analisar a melhor maneira de começar tem duas direções possíveis:

  • DetectarAnalisarNegociarCriar.
  • DetectarAnalisarCriarPosicionarNegociar.

Para ambas as opções, como para qualquer negócio, o primeiro passo é ter uma ideia e analisá-la.

Não vou entrar em detalhes sobre essa parte agora, mas mais tarde mostrarei alguns guias para ajudá-lo a decidir se um nicho é bom para dropshipping ou não.

1. Negocie primeiro e crie depois

Essa estratégia consiste em negociar com diferentes fornecedores para ter essa parte coberta logo depois de encontrar uma oportunidade, mas antes de criar a loja.

A principal vantagem desse método de fazer as coisas é que você conhece sua margem de lucro antes de começar qualquer coisa.

Com o acordo já em vigor com o seu dropshipper, você terá que analisar os outros fatores importantes:

  • Volume de pesquisa: Quantas pessoas procuram o produto a cada mês?
  • Análise da concorrência: Eles têm autoridade? Seus sites são bem projetados?
  • Análise de tendências: Um produto pode ser muito popular agora, mas pode estar fora de moda em um futuro próximo.
  • Possibilidade de classificação: Você deverá analisar a página de resultados além dos concorrentes.

Depois de ter uma visão clara do ambiente geral e ter analisado as possibilidades, você pode começar a criar seu site e sua estratégia de lançamento e visibilidade.

2. Crie primeiro e negocie depois

Essa opção pode parecer mais arriscada, mas é mais lucrativa a longo prazo.

A ideia é encontrar um nicho, criar conteúdo e posicioná-lo com as principais palavras-chave, para depois buscar fornecedores.

O ponto-chave dessa estratégia é que você tem a vantagem quando começa a negociar as condições.

Imagine, por exemplo, que você seja capaz de posicionar um site sobre cintos de couro.

Se o seu site for um dos principais resultados quando as pessoas pesquisarem “comprar cintos de couro”, “melhores cintos de couro” e assim por diante, será mais fácil encontrar um fornecedor para esses cintos.

Estar no topo da página de resultados do Google o coloca em uma posição de vantagem ao negociar com os fornecedores, uma vez que você já tem algo a oferecer.

Se você tentar negociar com um fornecedor sem nada a oferecer, é possível que ouça: “OK, mostre-me seus dados de tráfego e depois conversaremos”.

Dropshipping através de uma Loja Afiliada

Quero que você saiba claramente as diferenças entre uma loja afiliada e uma loja de dropshipping porque a escolha da última opção o ajudará a rentabilizar seu negócio desde o primeiro dia.

São muito parecidos já que você pode vender sem estoque em ambos os casos, mas com afiliação você nem finaliza a compra. Seu trabalho é encaminhar os usuários a uma loja terceirizada que se encarregará de finalizar a compra e enviar os produtos.

É um degrau abaixo na escala de responsabilidade e, portanto, as comissões também são menores do que no dropshipping.

Loja Afiliada

Ele funciona adicionando seus links afiliados ao conteúdo que você cria e posiciona. Uma vez que seu site ganha autoridade, você pode mudar para dropshipping. Ao fazer isso, você pode ganhar dinheiro com os visitantes desde o primeiro dia.

8 Dicas Rápidas e Eficazes para Começar

Aqui você tem algumas dicas que deve levar em consideração:

  1. Escolha bem o seu nicho: A análise prévia é essencial. Escolher erroneamente o seu nicho fará com que você perca um tempo valioso. Ao analisar muitas opções você ganhará a agilidade necessária para saber qual dispensar. Não se deixe enganar pelo dinheiro fácil. Não existe tal coisa sem fazer esforço.
  2. Treine suas habilidades de negociação: Sua capacidade de obter uma comissão melhor determinará sua receita por um longo tempo. Na verdade, você pode melhorá-lo.
  3. Escolha a plataforma que você vai utilizar de acordo com suas necessidades: Analise qual software deseja utilizar. Um CMS? Você vai precisar de um desenvolvimento customizado? Não use uma marreta para quebrar uma noz.
  4. Analise as opções de SEO do projeto: Com esses tipos de negócios com baixas comissões, é impossível obter lucro se a aquisição de tráfego depender de serviços pagos. A maioria dos projetos de dropshipping vive de SEO (analisando as principais palavras-chave e a força dos concorrentes).
  5. Crie conteúdo: Comece um blog , um canal no YouTube ou em qualquer outra área em que você seja bom, mas não perca a oportunidade de aproveitar ao máximo o marketing de conteúdo.
  6. Seja claro e não morda mais do que você pode mastigar: Ter problemas com o envio não depende de você. Não prometa coisas que você não tem certeza se pode cumprir. É muito melhor oferecer um período de envio mais longo e entregá-lo antes do que prometer tempos que você não consegue cumprir.
  7. Cuidado com as condições: Você encontrará empresas que cobram uma taxa mensal pelo fornecimento dos produtos, ou empresas que farão você comprar produtos com antecedência. Reveja cuidadosamente as condições e tenha um contrato por escrito assinado.
  8. Cuidado com a embalagem: Se o fornecedor que envia os produtos não respeitar a sua identidade com a embalagem, o comprador pode ser pego de surpresa. Pense nisso – com certeza você comprou algo online e a caixa não se parecia em nada com o site original. Não é extremamente importante no início.

E uma última dica: Seja criativo ao escrever descrições de produtos – eles são ainda mais importantes neste modelo de negócio.

Conclusão: É aconselhável aventurar-se no Dropshipping?

Estou finalizando este post com um resumo e uma revisão, a fim de ajudá-lo o máximo possível.

Tenha em mente que não existe mágica. Cada tipo de loja online requer um tempo e um esforço.

O lado positivo desse modelo é que você pode economizar em uma parte muito importante, que é o gerenciamento de estoque e frete.

Pense nisso como uma terceirização dessa parte do seu negócio.

Se você é bom em vendas, aquisição de clientes, otimização de conversão e aspectos semelhantes, o dropshipping é uma boa maneira de tirar proveito de seus pontos fortes.

No entanto, por melhor que você seja em vendas, se entrar em um nicho com muitos concorrentes, será difícil ter sucesso.

Não é fácil encontrar um mar azul aberto com poucos concorrentes e margens altas, mas vale a pena investir tempo para tentar encontrá-los.

Se, por outro lado, você entrar em um mar revolto, o dropshipping não vai permitir a flexibilidade de que você precisa para se diferenciar.

Agora que você sabe tudo sobre Dropshipping, o que vai fazer? Vai criar a sua própria loja online ou optar por criar uma loja Dropshipping?

Responda ai nos comentários e de quebra nos conte suas dúvidas e opiniões sobre essa modalidade de e-commerce que vem crescendo tanto no Brasil.

Curso Minha Empresa na Internet

Você também vai gostar:

Você quer ser VIP?

VOCÊ QUER SER VIP?!

Obtenha acesso instantâneo à minha Biblioteca de Recursos GRÁTIS. Receba as Últimas Notícias, Ofertas, DescontosBônus e Conteúdos Exclusivos que não são compartilhados em nenhum outro lugar.

Digite seu nome e endereço de e-mail AGORA e seja VIP ⤵︎

O que você achou deste conteúdo? Têm alguma dúvida ou sugestão? Comenta aí!

Nenhum Comentário, até o momento.

Deixe um comentário