Você Virtual x Você Real. O perfil dos consumidores modernos.

A cada dia que se passa a realidade do você real está totalmente diferente da realidade do você virtual.

Muitas vezes podemos ver pessoas curtindo e compartilhando em suas redes sociais algo que esta fora das condições financeiras de sua vida real, adotando um perfil como consumidor diferente em cada ralidade.

Ao se basear em como as pessoas lidavam com a internet antigamente, podemos notar que o espaço era utilizado para meios totalmente diferentes de hoje em dia.

Era uma forma apenas de negócios no qual as pessoas traduziam quase que inteiramente o você real.

Mas com o passar do tempo e com a criação de vários meios de comunicações sociais, iniciou-se o você virtual.

Deixamos de ser apenas uma copia de nossa realidade social e nos tornamos em um ser diferente no mundo virtual.

você real x você virtual

Como avaliar o “Você real” e o “Você virtual”?

Pensando dessa forma podemos utilizar uma pesquisa para conhecermos melhor os desejos das pessoas.

Muitas vezes uma pessoa segue uma página de uma grande marca só que não tem condições de adquirir o produto naquele momento da sua vida.

Porém, existe esse desejo de adquirir, então ao seguir a marca ela está se imaginando usando o produto, mesmo que seja vendo outras pessoas com o produto.

Por exemplo: Uma pessoa que receba por mês um salário minimo e segue a marca da Ferrari, mesmo sabendo que com esse faturamento dificilmente conseguirá um dia comprar uma Ferrari, isso não impede dele “sonhar” com o produto.

As marcas precisam conhecer bem seus seguidores para ver quais são os verdadeiros seguidores virtuais.

Se são os “seguidores reais” que poderão virar clientes de seus produtos, ou se são “seguidores virtuais”, que desejam sua marca só que no momento não podem ter seus produtos.

MINI CURSO GRÁTIS

Pinterest Marketing para Iniciantes

Se você tem um negócio na internet seja como afiliado ou um e-commerce, fique ligado, pois estará diante de um oceano azul ainda inexplorado!

Como as marcas podem trabalhar com esses “Seguidores virtuais”?

Acredito que ao fazer uma pesquisa com seus seguidores e verem suas verdadeiras condições financeiras, as empresas poderiam elaborar estratégias para mostrar a eles que seu “sonho’ de ter aquele produto poderá se tornar realidade.

Continuando no “seguidor virtual” que deseja uma Ferrari, a marca ao perceber que um seguidor terá condições financeiras para adquirir aquela Ferrari, poderá elaborar campanhas no qual o mesmo poderá adquiri outros produtos da Ferrari, desde chaveiro, camiseta, carteira, até um carro da Ferrari com valor inferior.

Assim se é dado um maior valor ao consumidor como um todo, sem restrição de sua classe social.

Com essas ações, uma empresa que mostra interesse de acompanhar um “seguidor virtual”, dando oportunidade dele fazer parte da “família” da marca mesmo com produtos pequenos, futuramente, esse seguidor poderá deixar de ser “seguidor virtual” se tornando “seguidor real” e um cliente.

Artigos relacionados

O que você achou deste conteúdo? Têm alguma dúvida ou sugestão? Comenta aí!

Nenhum Comentário, até o momento.

Deixe um comentário